Agora São Paulo – Na semana passada, em entrevista ao Jornal Nacional, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à Presidência da República e ex-governador, disse que o estado de São Paulo tem a melhor educação do país. Não tem mais.

A rede de ensino paulista perdeu a liderança no principal indicador de qualidade da educação básica. Ficou para trás tanto em duas etapas do ensino fundamental quanto no ensino médio, onde a situação é mais grave.

A radiografia aparece no mais recente Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação), de 2017, produzido a cada dois anos e divulgado ontem pelo governo federal. Na edição anterior, em 2015, São Paulo liderava nos anos iniciais (5º ano) e nos finais (9º ano) do ensino fundamental e no médio.

No ensino médio, a rede estadual de São Paulo teve queda no Ideb, passando de 3,9 para 3,8 —espera-se que algum dia o país alcance o índice 6. Com esse resultado, o ensino médio de São Paulo foi ultrapassado por Goiás, Espírito Santo e Pernambuco e ficou empatado com Ceará e Rondônia. Apesar desse empate, só São Paulo teve queda no indicador entre os mais bem posicionados em 2017.

Leia a matéria completa