Educação pública não se vende. Não se privatiza. Não se explora.

Educação pública não se vende.

Não se privatiza.

Não se explora.

Apresentação

Olá! Eu sou a professora Bebel, presidenta da Apeoesp, e quero convidar você e toda a sociedade para apoiar a campanha “A Escola Pública é nossa e ninguém toma” que visa combater os efeitos devastadores de 24 anos de governos negligentes no estado de São Paulo.

Você sabia que só neste ano, mais de duas mil classes foram fechadas? Isso sem falar das más condições de trabalho dos nossos educadores, a falta de recursos e materiais, a desvalorização salarial e a violência, além da estrutura física defasada das escolas, classes superlotadas, casos de agressão e assédio, e evasão. Hoje, 245 mil jovens, entre 14 e 17 anos, estão fora da escola… Como vamos mudar um país sem educar nossos jovens?

Para piorar a situação, o governo estadual sinaliza a intenção de privatizar a educação, para que as empresas tenham lucro com esse serviço, conforme aponta o DECRETO CIS – Contrato de Impacto Social. Sabia disso?

Por isso, nós da Apeoesp convidamos a sociedade, principalmente toda comunidade escolar, ao engajamento a favor da educação pública, na luta por mais investimentos e pela valorização dos professores, com melhores salários e condições de trabalho. O Sindicato está reivindicando o reajuste de 10,15% no valor do Piso Salarial Profissional Nacional e, também, busca anular a PEC 95 (apelidada de “PEC da morte”), que congela recursos para a educação por 20 anos, e o “PL da morte” no estado de São Paulo. Outra meta é Implantar o Plano Estadual de Educação aprovado pelo Fórum Estadual de Educação. Vem com a gente!

Calendário de Atividades

Notícias

29 de setembro: Escola pública Sim, #EleNão

29 de setembro: Escola pública Sim, #EleNão

Adaptação da arte original de Militão Queiroz No próximo sábado, dia 29 de setembro, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convida as entidades filiadas a somarem força às mobilizações contra o machismo, a homofobia, o feminicídio, o racismo e...

Em audiência pública, APEOESP reforça posição contra BNCC

Foto ilustrativa: Audiência Pública realizada em Brasília (DF) Em mais uma audiência pública organizada pelo governo golpista para tentar mascarar um debate democrático sobre a Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio, a APEOESP posicionou-se fortemente contra o...

Plano Nacional de Educação tem presença tímida em debate eleitoral

Por: Carta Educação - 04.09 - Denise Carreira e Claudia Bandeira* Em seus programas de governo, a maior parte dos candidatos à Presidência da República ignora lei de 2014 que define metas decenais para o país dar um salto na educação pública. Considerado o principal...

Sob Alckmin, SP perde primeiro lugar na educação básica

Agora São Paulo - Na semana passada, em entrevista ao Jornal Nacional, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à Presidência da República e ex-governador, disse que o estado de São Paulo tem a melhor educação do país. Não tem mais. A rede de ensino paulista perdeu a...

Peças da campanha

Com ações, linha criativa e peças inspiradas no conceito/slogan “A Escola Pública é nossa e ninguém toma”, a Campanha mobiliza pela educação pública de qualidade e contra a privatização em São Paulo.

Nesse sentido, foram desenvolvidas peças que traduzem os propósitos da campanha, conforme as especificidades dos públicos, a serem veiculadas nas cidades, por meio nas redes sociais, televisão, rádio, espaços públicos, cartilhas e hotsite.

Contatos

APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

Praça da República, 282 CEP: 01045-000

São Paulo SP

(11) 3350-6000

Copyright © 2018 — Campanha "A Escola Pública é Nossa e Ninguém Toma!" Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Frisson Digital